A importância da conversa sobre expectativas e desejos no relacionamento a dois

7-Jan-2019

 

Confira a entrevista com a psicóloga Elaine Luiz sobre a importância da conversa sobre expectativas entre o casal!

 

 

Para que um relacionamento cresça e se fortaleça é essencial que o casal converse, e muito, sobre suas expectativas, sobre suas opiniões, sobre o que cada um acredita. Aquilo de parecer que a gente se conhece desde sempre, é isso mesmo! Só parece, mas não é. Quando a gente vai mais a fundo, percebe que cada pessoa é única.

À medida que o relacionamento vai se desenvolvendo, são necessários ajustes de expectativas. Algumas expectativas são realistas, viáveis ou possíveis naquele momento, outras não. Então, o casal precisa encontrar o que funciona para os dois, e rever fantasias, medos, padrões e estereótipos que atrapalham o relacionamento, ou seja, abrir mão do amor idealizado e construir o amor no dia a dia. 

É importante que tenham conversas francas e amorosas sobre o que sonham, desejam e sobre o que precisa ser mudado. Incluindo as pequenas decisões, desde o que desejam fazer no fim de semana, até grandes planos como ter filhos, fazer investimentos em comum e muitos outros.

 

  

 Auto-conhecimento

 

O primeiro passo para uma boa comunicação no relacionamento é o auto-conhecimento: Quem eu sou, o que eu gosto, o que não gosto, o que espero da vida, do outro, de mim mesmo? O que eu valorizo, o que eu não aceito, quais os meus limites? O que eu espero do nosso relacionamento?

As conversas evitam as decepções e maus entendidos: “mas eu pensei que...”, “mas eu achava que estava bom assim”... as vezes, um se cala pra não causar conflito e chega uma hora que não consegue mais aguentar, causando surpresa e confusão no outro.

Nos momentos de maior conflito, se pergunte: O que eu preciso? Meu parceiro/minha parceira sabe disso? E é realista esperar isso dele(a)? É realista esperar isso dele(a) nesse momento?

 

 

Como Conversar

 

Depois de estar claro pra você mesmo o que você precisa, é hora de conversar com o outro! E nesse momento, a forma de falar é importante, assim como procurar entender como o outro pensa. Expor, com calma, em um momento tranquilo, o que espera, o que não está legal. Falar e também ouvir o ponto de vista do outro, entender quais são as expectativas e necessidades dele(a) sobre o assunto. E na hora de dizer o que você precisa, fazer os pedidos claramente, sem meias palavras ou indiretas.

É importante também dar ao outro a oportunidade de dizer não. Se não existe essa oportunidade, então é uma exigência e não um pedido. O outro precisa ter permissão para dizer “não”, para dizer “agora não”, para dizer “depende” e poderem conversar mais sobre o assunto... E é nessa hora que podem surgir as soluções criativas que vão atender as expectativas e desejos dos dois.

 

 

Então, porque é tão difícil expressar abertamente nossas expectativas?

  • Achar que o outro adivinha seus desejos e pensamentos – desconfie de pensamentos como: “mas era óbvio que eu queria isso, ou esperava aquilo, ou me chateava com aquilo outro”...;

  • Ou achar que o outro é igual e não aceitar que tenha opiniões diferentes;

  • Pouco auto-conhecimento;

  • Receio de ouvir um não;

  • Medo que o outro vai se sentir atacado, criticado ou ofendido.

 

 

Alguns cuidados no relacionamento também facilitam na hora de conversar sobre as expectativas. 

  • Levar a sério as expectativas do outro, estar aberto a ouvir e não tratar os desejos do outro como besteira ou capricho, priorizar o que é importante para o outro, considerando o que é possível naquele momento;

  • Entender que apenas uma conversa não vai resolver todas as diferenças, é necessário calma para amadurecer e retomar os pontos que não estão claros para os dois;

  • Estar aberto a pensar em alternativas que atendam as diferentes expectativas e ter paciência para esperar o momento certo de ter suas expectativas realizadas;

  • Fazer planos em comum e incluir a pessoa nos seus planos;

  • Reservar um tempo para os dois, cultivar momentos juntos;

  • Se respeitar, se amar, se ouvir...

 

... Para estar pronto para amar o outro, lembrando que amor é verbo de ação! Amor é escolha, requer dedicação, disponibilidade, tempo e vontade! É necessário estar presente e não apenas junto! Um casal que aprende a conversar abertamente sobre suas expectativas e desejos caminha para o amadurecimento dos dois e fortalecimento do relacionamento.

 

Desafio de ano novo

 

Faça um compromisso com você mesmo e com seu parceiro (a). Escolham uma área do relacionamento para melhorar em 2019. Coloquem no papel um plano de ação, uma listinha de coisas que vão fazer e começar, imediatamente! Escolham coisas simples, que estejam ao alcance para começar de imediato, e algumas coisas mais desafiadoras. Não adianta querer começar dando um passo maior do que a perna, inclusive é por isso que muitas pessoas fracassam em seus propósitos. Bom trabalho e muito amor em 2019!

 

Dicas de leitura para aprofundar no assunto:

 

Comunicação não violenta – Marshall Rosenberg

As cinco linguagens do amor – Gary Champman

 

Please reload

Posts Em Destaque

Ciúmes no relacionamento

31-Jan-2019

1/4
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

TAGS
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

elainecluiz@gmail.com

(47) 99137-7417

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • w-googleplus

R. Max Colin,  América, Joinville/SC